abas2

Abas

terça-feira, 18 de agosto de 2015

Morro Branco

(Fonte: Google)


Morro Branco é um praia brasileira localizada na cidade de Beberibe no Estado do Ceará, Brasil. A 5 km do centro de Beberibe e a 83 km de Fortaleza, Morro Branco tem uma beleza rara que encanta os turistas da região encontrada nas falésias. 

Fundada em 1892, Beberibe é uma cidade de origem tupi, cujo significado pode ser interpretado como “lugar que junta água (conforme a maré)”, ou “no rio das arraias”, ou “lugar onde cresce a cana”. Esta cidade possui cerca de 50.000 habitantes e abriga duas Unidades de Conservação: o Monumento Natural das Falésias de Beberibe (Estadual) e a Área de Proteção Ambiental da Lagoa de Uruaú (Estadual). Ambas UCs são administradas pelo governo estadual, através da SEMACE (Superintendência Estadual do Meio Ambiente).


(localização de Beberibe - Fonte: Google)

Monumento Natural das Falésias de Beberibe é conhecido pelas colorações de diversas tonalidades de areia, onde a luz forte e duradoura das proximidades da Linha do Equador ressalta o contraste entre o verde-turquesa do mar e o vermelho-alaranjado das falésias. Elas servem de material para artesãos produzirem os mais diversos objetos decorativos em garrafas.



Tanta beleza tem sido muito explorada nos últimos anos e a degradação originada pela retirada de areia das falésias pra uso no artesanato local, inscrições nas falésias e demais problemas decorrentes da atividade turística desordenada tem sido alguns dos principais problemas existentes no local.




O Monumento Natural das Falésias de Beberibe é uma Unidade de Conservação de proteção integral, criada por meio do DECRETO Nº 27.461, de 04 de junho de 2004. Esta Unidade de Conservação abrange uma área de 31,29 hectares e localiza-se no Município de Beberibe. 

Esta UC foi criada devido a sua beleza cênica que atrai muitos visitantes e propõe principalmente a sua proteção contra os impactos ambientais que ocorriam anteriormente nas falésias, antes do decreto de sua instituição como unidade de conservação.

Segundo a análise e o diagnóstico do Monumento Natural realizado pela SEMACE (2003), existia um grupo de 29 pessoas ocupando e retirando areias das falésias , que fabricavam artesanato de areia colorida, além de muitos turistas realizando passeios na região. 

Este intenso fluxo que ocorria no local acelerava o processo de erosão das falésias e por isso, devido a grande pressão sobre esta paisagem ambiental, aconteceu o processo que culminou na criação dos Monumentos Naturais das Falésias de Beberibe, sendo a sua administração realizada pelo Governo do Ceará, através da Superintendência do Meio Ambiente do Ceará – SEMACE. A unidade de conservação é do tipo proteção integral, ou seja, é admitido apenas o uso indireto dos seus recursos naturais. 



A necessidade de proteção e conservação das formações naturais do litoral cearense de notório valor paisagístico, representadas pelas falésias e dunas se dá pela grande importância ecológica e acentuada fragilidade natural. As áreas inseridas nesta unidade de conservação abrangem falésias vivas e dunas móveis, além de dunas em processo de fixação localizadas nas adjacências do Monumento.

Geologicamente, a área caracteriza-se em sua maioria, pelos sedimentos terciários pertencentes a Formação Barreiras, que acompanha a linha da costa e aflora na linha de praia, formando falésias vivas, com porte mais expressivo no setor oeste, ou seja, nas imediações das localidades de Morro Branco e Praia das Fontes.

A alta condutividade hidráulica dos sistemas dunares conectados às falésias favorecem a infiltração da água doce formando pequenas fontes, que são utilizadas pelos visitantes e população circunvizinha como alternativa ao banho de mar.

Além da necessidade de ordenamento da atividade turística no local e da ocupação do solo em seus limites e em sua zona de amortecimento.

A SEMACE realiza fiscalizações na área. Entretanto, a colaboração da sociedade é imprescindível na gestão desta unidade de conservação, denunciando as agressões ao meio ambiente e adotando atitudes que propiciem o desenvolvimento de uma consciência ecológica na população e nos visitantes.




- Nesta praia foram gravadas as novelas "Tropicaliente", "Terra do Sol" e "Final Feliz", a minissérie "Sansão e Dalila", os filmes "O Noviço Rebelde" e "Bella Donna", e, o programa "No Limite". Uma das aberturas do Fantástico também foi gravada no Morro Branco e estão na ponta da língua dos guias turísticos que se orgulham de falar da fama alcançada por este paraíso cinematográfico.

- Nas falésias do Monumento Natural das Falésias de Beberibe se encontram diferentes tonalidades de areia que são utilizadas como matéria-prima para o artesanato típico da região, sendo o artesanato de Morro Branco um dos mais famosos do país no que diz respeito a silicografia (arte de desenhar com areia). As diferentes tonalidades são em razão dos minerais encontrados na areia como o ferro e o enxofre.



Este é um dos principais atrativos culturais da região, onde a técnica impressiona visitantes que vêem paisagens coloridas sendo formadas dentro de objetos de vidro. Estas garrafinhas de areias coloridas são comercializadas nas feiras de artesanato em todo o Estado.




Beberibe, por se localizar em uma área litorânea, apresenta um clima Aw’ da classificação de Köppen (1918) correspondendo ao macroclima da faixa costeira de clima tropical chuvoso, quente e úmido, com chuvas de verão e outono. Estas condições climáticas se assemelham a cidade de Fortaleza.

A média anual da temperatura é de 26ºC, sendo que a temperatura média mensal varia entre 26ºC (julho) e 27,6ºC (dezembro). 



A precipitação pluviométrica possui uma média anual de 1608,4 mm. O período de maior precipitação ocorre nos meses de Fevereiro a Maio caracterizando a quadra chuvosa e é favorecida pela Zona de Convergência Intertopical. Os extremos mensais da normal pluviométrica são os meses de abril (359,6mm) e novembro (13mm).




Existem algumas opções de pousadas e hotéis como hospedagem em Beberibe. Encontrei esses dois sites com boas opções de hospedagem nos links abaixo:

- http://www.portalmorrobranco.com/booking_morro_branco__praia_das_fontes.html

- http://www.ceara.com.br/hoteis_beberibe_pousadas.html




A melhor época de visitação é entre os meses de Julho a Dezembro, pois são os meses menos chuvosos. Deve-se evitar os meses entre Fevereiro e Maio, pois é onde são registradas as maiores precipitações, o que pode acabar estragando a sua viagem.




Roupas leves, protetor solar, chapéus ou bonés, trajes de banho, água e repelente.




(Fonte: Google)

Existem duas maneiras principais de se chegar até o Morro Branco:

  • Ônibus: Diariamente ônibus da empresa São Benedito fazem o trajeto Fortaleza x Beberibe. A passagem tem o custo de R$ 8,50 e o tempo de viagem gira em torno de 2 horas. O desembarque é feito na rua principal de Morro Branco, próximo ao Centro de Artesanato.

  • Carro: Caso você prefira ir de carro, a viagem torna-se mais rápida (média de 1h15min), indo pela CE-040, uma estrada duplicada e bem sinalizada. Atenção aos radares ao longo da via, eles são muitos! Saindo de Fortaleza, você irá passar pelas cidades de Eusébio, Aquiraz, Pindoretama e Cascavel, até chegar em Beberibe. Morro Branco fica apenas 5 kms do centro da cidade. Para quem está em Canoa Quebrada, em Aracati, Morro Branco também é uma excelente opção de visita e fica também cerca de 1 hora de distância.

  • Vans: existem passeios programados nas agências de turismo de Fortaleza que realizam o trajeto para Morro Branco com valores entre R$35,00 a R$50,00 por pessoa.






Morro Branco é famoso pelas suas falésias coloridas que dão cores as lembrancinhas feitas de areia e garrafinhas de vidro. Resolvemos passar pelo menos um dia neste local e acabamos por fazer um passeio de van até o local. 


(Mapa do Monumento Natural das Falésias - Fonte: Google)

Apesar de tentarmos aproveitar tudo, achamos que o tempo foi muito curto e acredito que a melhor opção seja ficar pelo menos dois dias lá. Assim dá para aproveitar com calma o Labirinto das Falésias e até ver o pôr-do-sol de cima do farol. Além disso, com dois dias é possível aproveitar as praias próximas a região.
Começamos então com o deslocamento de van de Fortaleza até Morro Branco que dura em torno de 1 h até 1:30 h. Fizemos o passeio pela agência Planeta Tur (http://www.planetaturviagens.com/) porque de acordo com nossa pesquisa era o que tinha o preço mais em conta, R$ 35,00. De qualquer forma é importante verificar nas agências de turismo de Fortaleza e ver qual o melhor custo benefício de cada passeio oferecido, caso seja esta a sua opção. A Planeta Tur também oferece outros passeios pelo litoral cearense.

Após o tempo percorrido na estrada, chegamos finalmente em Morro Branco. A van nos deixou em frente a um mirante que tinha a vista de todo o lindo litoral da região.

(mirante com vista da praia de Morro Branco)

A poucos metros dali, era possível visualizar a Igreja de São Pedro, padroeiro dos pescadores. A igreja é um pequeno templo que está restaurado e é aberta a visitações.

(Igreja de São Pedro)

Logo à esquerda começávamos a nossa caminhada rumo ao Labirinto das Falésias. Antes passamos por uma pequena feira de artesanato da região onde é possível comprar algumas lembrancinhas.

(Fonte: Google)

Também era possível comprar algumas roupas e coisas para decoração da casa.

(feirinha de artesanato de Morro Branco - Fonte: Google)

Logo a poucos metros se encontrava o Labirinto das Falésias. Antes de começar o trajeto, fechamos um passeio de buggy. Os passeios de buggy são tradicionais e levam os visitantes a fantástica experiência de conhecer parte dos 54 kms de litoral de Beberibe. Os passeios são feitos por motoristas credenciados da Associação de Buggeiros de Morro Branco.

Pagamos R$50,00 pelo passeio e tivemos direito a um guia no trajeto até a descida das falésias para a praia. Lá, o bugreiro já estaria esperando a gente para início do trajeto pelas praias de Morro Branco, Praia das Fontes até a Lagoa de Uruaú.

ATENÇÃO: O guia no início do percurso nos disse que o valor pago ao final do trajeto seria de acordo com o que o turista quisesse oferecer, porém ao final do trajeto, todos eles cobravam no mínimo R$10,00 de cada turista, algo que não nos agradou, não pelo valor em si, mas pelo que eles nos disseram anteriormente.

Voltando ao passeio, a Trilha do Labirinto é a única existente no Monumento Natural. Inicia-se logo na entrada da área protegida e é considerada pela administração da UC como a de maior interesse de visita para quem chega ao município.

Esta trilha é classificada quanto a sua função como de curta distância. A Trilha do Labirinto, apesar de não ser feita totalmente com objetivos interpretativos, possui características recreativas e os guias explicam para os visitantes as variações de cores das falésias e curiosidades a respeito das novelas que tiveram como paisagem as falésias de Beberibe. 
(trilha do Labirinto das Falésias - Fonte: Google)

Seguimos então a caminho do Labirinto das Falésias e logo pudemos ver o farol do lado direito das falésias. Infelizmente não pudemos ir até lá, mas acredito que seja um belo mirante do lugar.


(inicio do trajeto do labirinto das falésias)

Logo de início existia um ponto que se assemelhava a uma imensa voçoroca. Não sabemos se foi causada pela erosão natural do lugar ou pela ação antrópica, mas de qualquer forma valeu o registro.




Continuamos o nosso percurso rumo ao labirinto com a bela vista do farol.



A trilha era bem tranquila de se fazer e também era curta. Em menos de 5 minutos já estávamos bem perto do labirinto.




Chegamos a uma das entradas do labirinto, a hora da diversão iria começar.




De cima já dava para ver a beleza desse lugar.


(vista do labirinto)

Começamos a seguir na única trilha do labirinto e em cada ponto dele tinham areias de várias cores, realmente muito bonito!!!




O caminho dentro do labirinto era curto e logo chegamos ao final da trilha que desembocava na praia de Morro Branco.




Dali já tinha o bugreiro nos esperando para seguir pela costa. Dali começávamos nosso caminho em direção à Praia das Fontes.




O caminho entre a praia e as falésias era bonito demais.




Chegamos finalmente na Praia das Fontes, que também está localizada no município de Beberibe. Na Praia das Fontes existem fontes que jorram água doce e no meio das dunas se deparam com a Lagoa da Uberaba, cujas águas abastecem a sede do município. Em meio às formações surgem lagos de água doce, dunas gigantescas e fontes que proporcionam banhos refrescantes, uma ótima pedida!!!

(uma das fontes de água da Praia das Fontes)

Foi uma ótima maneira de se refrescar e para quem gosta de tirar o sal do corpo é uma ótima oportunidade, já que a água que sai das fontes é doce.

Era hora de continuar o nosso caminho e passamos de buggy em frente ao Parque Eólico de Beberibe. No nordeste do nosso país existem muitos lugares com o vento constante o ano todo e os parques eólicos são uma boa solução para a geração de energia elétrica.


(Parque Eólico de Beberibe)

No caminho ainda passamos por mais pontos entre o mar e as falésias. Em um lugar desses o registro nunca é demais.




Era hora de descansar e para isso chegamos na Lagoa de Uruaú. 

A APA da Lagoa do Uruaú é uma unidade de conservação de uso sustentável, criada por meio do DECRETO Nº 25.355, de 26 de janeiro de 1999, abrange uma área de 2.672,58 hectares. Também conhecida como Lagoa do Cumbe, a Lagoa do Uruaú quer dizer "cesto grande" e é considerada uma das maiores do Estado.


(Lagoa de Uruaú)

A Lagoa de Uruaú é cercada por casas de veraneio e é ideal para a prática de esportes aquáticos – jet ski, lancha, esqui aquático. Margeando a lagoa, o turista encontra uma boa infra-estrutura de barracas com peixe, camarão, carangueijo e bebidas geladas.

Depois de um bom tempo descansando e se refrescando no local, pegamos o buggy de volta. Agora era hora de voltar para o ponto de partida e no caminho passamos por algumas dunas.




Passamos por algumas casas da região de buggy, sinal de que o passeio estava perto do fim.




Ao final do passeio de buggy chegamos ao ponto de encontro e pegamos a van para retornar à Fortaleza, porém antes passamos por uma feira de artesanatos maior que a encontrada em Morro Branco. Lá tinham muitas opções para compra de lembrancinhas dentre outras coisas.

(Feira de Artesanato - Fonte: Google)

Ao final do passeio, apesar de aproveitarmos muitos lugares, ficamos com a sensação de que poderíamos ter mais tempo para visitar tudo com mais calma, principalmente no Labirinto das Falésias que realmente é incrível e vale a pena ficar um tempo a mais lá. Por isso indiquei no início da postagem que o ideal seria ficar lá pelo menos dois dias.

Bem, com isso chego ao final da postagem e espero que tenham gostado!!!




Até a próxima aventura!





2 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...