abas2

Abas

quarta-feira, 25 de outubro de 2017

Chapada dos Veadeiros 2



As informações contidas nesta postagem são referentes somente a descrição da segunda viagem na Chapada dos Veadeiros. Caso queira encontrar informações referentes a Descrição, História, Curiosidades, Clima, Onde ficar, Quando ir, O que levar, Como chegar e Mapa, elas estarão presentes neste link: http://www.aventritur.com.br/2017/02/chapada-dos-veadeiros.html


A Chapada dos Veadeiros é um lugar tão mágico que merece uma segunda visita. É um lugar que daria para ficar um mês só conhecendo cachoeiras e lugares novos e por isso eu recomendo muito que vá para lá para ficar um bom tempo ou caso você não tenha tanto tempo como eu, faça duas ou mais viagens para este lugar incrível!

Começamos mais uma vez o mesmo roteiro, no qual chegamos ao aeroporto de Brasília e alugamos um carro.

Desta vez estávamos viajando de noite e com uma galera animada. Dirigimos na madrugada e quase chegando ao local, já amanhecendo, fomos deparados com isso...





Pausa para a primeira foto do grupo.




E o amanhecer ia deixando a viagem mais bonita.




Não concorda?





Assim que chegamos ao Camping Espaço Flora, ou melhor, o camping do Pedu, arrumamos a nossa barraca e já encaminhamos para o nosso primeiro passeio, o Complexo de Cachoeiras dos Macaquinhos.

Este Complexo se localiza na verdade na estrada antes de chegar em Alto Paraíso. Ao chegar na entrada encontramos uma estrada de terra com trechos difíceis para andar em carro baixo.





E era cada paisagem desse Cerrado...


Apesar da estrada não ser muito boa principalmente para carros baixos, conseguimos chegar até a entrada com calma.

Assim que chegamos, pagamos 10 reais da entrada e em menos de 5 minutos de caminhada já encontramos a primeira cachoeira.






E assim iniciamos a primeira trilha da viagem...




Era época de florescer o Cerrado.



Já podemos aproveitar?





Seguindo o trajeto do rio, nos deparamos com esse poção ótimo para mergulho. Aqui dava para parar e aproveitar por um bom tempo.





Primeira parada para descanso.





Com mais tempo, fomos passando pela trilha e visualizamos mais uma cachoeira por perto. Apesar de não visitar, parecia uma cachoeira bem bonita.





Continuando o caminho da trilha, nos deparamos com mais um laguinho ótimo para se banhar.





Mais uma leve caminhada e chegamos em um ponto onde não dava para se banhar, mas dava para visualizar esta bela cachoeira.



Caminhando mais um tempinho curto, finalmente chegamos a Cachoeira dos Macaquinhos.




Estava com um ótimo volume de água.





Hora de se banhar e tentar chegar até ela...





Ali era um ótimo ponto de descanso para uns, e para outros é um ótimo ponto para se aventurar pulando de pedras. E olha que dessa vez eu tive platéia.




Que pulo horrível....hahaha





Apesar de muita gente já parar por ali por achar que não dá para seguir o rumo do rio, existe uma outra cachoeira bem perto chamada Cachoeira do Encontro, com uma trilha um pouco mais estreita e a paisagem também chega a ser deslumbrante!!





Ali na cachoeira existiam algumas andorinhas que viviam por dentro da cachoeira, interessante, não!?





Como o espaço não era muito grande para ficar ali perto da cachoeira do Encontro, voltamos para a cachoeira dos Macaquinhos e ficamos até o final da tarde.





Na volta, ainda vimos algumas belas flores.




E que tal fechar o dia com este pôr-do-sol?





Certamente este complexo dos Macaquinhos é bem interessante, um lugar bem bonito e que dá para aproveitar o dia todo devido a diversos poços e cachoeiras. 

A minha única observação é para tomarem cuidado com o dono que é meio louco, pois ao final do passeio ele havia achado que não pagamos a ele o devido valor e chegou a ameaçar o grupo. Um caso triste que contrasta com a beleza desse lugar, realmente uma pena.

Enfim, era hora de começar mais um dia e visitar mais um belo lugar. Desta vez o lugar escolhido era as Cataratas dos Couros.

Então percorremos em torno de 53 km de Alto Paraíso de Goiás para chegar lá. Porém, toda a distância valeu a pena.

Assim que estacionarmos o carro, começamos enfim a trilha.





Em um trajeto curto, já chegamos na primeira parte das cataratas, uma ótima cachoeira para se banhar.




Olhem a paisagem deste lugar...




Conforme íamos percorrendo, o lugar ia ficando mais bonito.






Enfim chegamos no cânion que iniciaria as Cataratas, ou seja, estávamos em cima da cachoeira.



Lugar para a foto com os amigos




Descansar mais ou partir?



Escolhemos partir e fomos agraciados ainda em cima com esta bela vista.




Olha a galera aeeeee....





A vontade foi grande para descer e aproveitar.





Primeira foto do grupo!!!




Coisa boa!!



A gente sai branquelo, mas sai feliz.






E quem disse que acabaria por aí?





Ali próximo ainda tinha uma pequena trilha que descendo uma pedras tinha como ver as Cataratas dos Couros ao longe.




Atravessando o rio nadando, dava para ver o cânion.




uouuuuu!!!





Olha o tamanho disso...






Na volta, lembramos da primeira cachoeira para também recarregar as baterias.




Era o fim de mais um dia bem aproveitado, mais uma cachoeira que dá para ficar o dia todo curtindo.

Era hora de partir que o dia seguinte também prometia!!!

O terceiro dia era um dia para caminhar, mais precisamente 8 km passando pelo rio umas 10 vezes até chegar na linda Cachoeira do Segredo. Antes disso, resolvemos acordar bem cedo para poder aproveitar o Vale da Lua.




O Cerrado é bonito também ao amanhecer...




No meio do caminho acabamos vendo na estrada este lindo Carcará, uma ave de rapina bastante comum na região.



Assim que ele percebeu nossa presença tratou de levantar voo.





Que coisa linda, não!?







Enfim chegamos no Vale da Lua, agora com o tempo melhor que da última vez.





Pausa para a foto do grupo.





Conforme íamos andando, a gente via a formação da chapada.




Como tinha falado na última postagem, o Vale da Lua não é muito extenso, então o passeio seria mais rápido de curtir e dá perfeitamente para juntar com outros passeios.




Vamos seguindo em solo lunar =)




Mais uma pausa do grupo.




Já pensaram no solo lunar? Venha para a Chapada dos Veadeiros!!!




Ao fim do percurso, era hora de partir para a cachoeira do Segredo, vamos lá?


Pegamos um guia local que atende pelo nome de Cristiano Verde, um guia muito legal que ia nos ajudar nessa caminhada longe até a cachoeira. É muito recomendável que você utilize um guia local para fazer esta trilha para evitar que se perca no caminho da trilha.

Fomos então de carro até a entrada da trilha e começamos a caminhada rumo a cachoeira.



Era cada paisagem...




Era uma ótima época para atravessar o rio, pois não estava com o volume de água muito grande, mas de qualquer forma todo cuidado é pouco.



Foi uma boa caminhada, mas sem muitas descidas ou subidas, então não foi muito difícil a caminhada. Por fim, íamos sendo agraciados com a bela cachoeira.



De longe já dava para ver o tamanho que ela tinha.




Esta é uma das maiores cachoeiras da Chapada dos Veadeiros, com 115 m de altura. 



Apesar de tudo, não é uma cachoeira com muito volume de água.




Pausa para a foto...




O lugar era muito bom também para se banhar, pois tinha um poção. Hora de tentar nadar até ela!!!






Não foi difícil nadar até ela, mas é bom que nade pelos cantos para evitar a correnteza. Pausa para a foto na cachoeiraaaaa.





Em um dos cantos dela, dava para se apoiar melhor e tirar uma boa foto.





Esta é uma das melhoras cachoeiras da chapada e por ser muito distante, dificilmente ficará cheia de gente no local. Mais uma belo atrativo da chapada!!




Mais um ótimo passeio que dura o dia todo devido a distância para se chegar até a cachoeira, mas nada que perca o encanto.

Na volta ainda passamos por uma parte ótima para se banhar.



E ainda sobrou tempo para zoar o estilo do amiguinho. hahaha





Final da trilha juntando com o final do dia sai uma ótima combinação para a foto.




Como gostamos muito do passeio com o guia e estávamos procurando ver o amanhecer em algum lugar, pensamos em curtir o nascer do sol no Mirante da Janela.

Assim, combinamos com o guia e fomos para a trilha até lá pela noite. Uma trilha que acabou sendo um pouco cansativa por ter que ter mais cuidado ao pisar nos locais a noite, mas nada que estragasse a alegria de curtir o local.




E assim a gente via o dia amanhecer, mas ainda o Sol não aparecia.




Deste mirante já dava para vislumbrar a Cachoeira do Saltos do rio Preto.






E o Sol já começava a aparecer...




Embelezando a paisagem...




Que maravilha hein..




Também era possível verificar a outra parte da chapada.




Olha só que lindo..




Até que enfim a gente chega no Mirante da Janela.




E que vista né amigos!?






Ali dava para subir em cima do mirante e descansar um pouco.





E por que não admirar mais essa paisagem?



Era hora de voltar, pois o dia ainda estava começando. Enquanto isso mais flores embelezavam o Cerrado.




Nosso guia gostou de brincar com elas.




A natureza é realmente linda.




Na volta fomos por outra parte da trilha que ia passando em direção a Cachoeira do Abismo.




Era mais um bom ponto para descansar...




E para tirar aquela foto do grupo!!!





Dá para enjoar destas flores?




Um pouco mais de trilha para entre essas belezas do Cerrado.



Hora de voltar porque o dia ainda estava começando, vamos em direção às Loquinhas.





As Loquinhas ficam Localizadas em Alto Paraíso e possuem vários córregos de água cristalina. 

Além disso, o local é bastante estruturado e serve para todas as idades.




Olha a transparência desta água.





Vai mais um banho?





Pausa para aquela foto da galera!!!



Apesar de ser interessante, as Loquinhas são de curto trajeto e assim como o Vale da Lua, elas não necessitam de muito tempo para serem aproveitadas.

E antes de irmos para o camping, ainda passamos no final da tarde no Complexo Almécegas, afinal, era o nosso último dia na Chapada e deveríamos tentar aproveitar tudo.

Chegamos e fomos direto para a trilha do Almécegas I, onde pela trilha já dá pra ter noção do que nos esperava.




Chegamos lá embaixo e ainda tinha sol nela, apesar dela não estar tão volumosa quanto da primeira viagem.





Aquela foto com o grupo para finalizar o dia...




E finalmente era hora de partir de volta, mais uma vez sentindo saudades deste belo local. Quem sabe não voltamos em uma terceira vez!?




E assim finalizo mais uma postagem da Chapada dos Veadeiros com outras cachoeiras e atrativos. Espero que tenham gostado!!


É isso pessoal, um grande abraço a todos e até a próxima aventura!!!



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...